?

Log in

Art Dreamer


June 23rd, 2010

Oi @ 09:00 pm

Olá
Estava ha muito tempo sem aparecer por aqui.
Saudades
 

August 6th, 2009

Dicas e truques - costura em cadeia @ 12:42 pm

Costura em cadeia

 

Costura em cadeia é uma técnica que permite uma espécie de linha de montagem. Após cortar as peças de seu bloco, alinhe-as lados direito com direito preparando-os para costura. A costura ficará mais segura se você passar o conjunto a ferro antes de iniciar a costura.

Empilhe as unidades emparelhando-as ao lado da sua máquina de costura. Inicie a costura pelas unidades já juntas, através da máquina de costura uma após a outra -, mas sem cortar os fios após costurar cada par.
Quando todas as unidades estiverem costuradas, corte as linhas entre elas.

 

July 2nd, 2009

Log Cabin II @ 08:21 am


Oi Meninas!
Fiz mais alguns bloquinhos de minha colcha naquelas cores escolhidas.
Não gostei.
Faltou contraste.
Vou voltar à loja de tecidos (oh "sacrificio"!) e rever minhas escolhas.
Estou pensando em montar um lado totalmente em azul escuro, enquanto no outro lado colocarei uma estampa miuda e delicada.
Fiz no computador duas simulações:
- uma montando a colcha com os blocos nas cores já escolhidas
-outra montando a colcha com os blocos em azul e estampadinho miudo.
.
.
Veja e palpitem:


                                                                 


.
.
.
As duas são absolutamente iguais.
Mesmo metrgem, mesmo tipo de confecção dos blocos, e mesma disposição nas montagens dos blocos.
A única diferença é na escolha dos tecidos.
Fiquei com a segunda opção, e agora vou às compras; atraz de novos tecidinhos para fazer a parte composto por paninhos mais claros.
Como pintora deveria saber que contraste é tudo.  
Beijokas
.    
 

June 30th, 2009

Log Cabin Quilt @ 07:35 pm

Current Mood: happy happy


Adoro  fazer  colchas!

 

 

Projetos longos me trazem uma satisfação muito maior que projetos pequenos, que acabam tão logo começam...Talvez porque eu não goste tanto da montagem e finalização, quanto gosto da parte de planejamento e execução dos blocos.

Às vezes acho que na minha cabeça, fico achando que ao fazer colchas a parte de patchwork seja muito maior do que a parte de acabamento, sei lá.......

Nesta semana comecei uma colcha de casal.

A medida que ela for progredindo, vou atualizando meu Live Journal.....

Comecei por decidir qual bloco. São tantas técnicas maravilhosas que a gente fica completamente desorientada.....

Primeiramente pensei em fazer estrelas em Paper Piecing. Cheguei a fazer todo o projeto no papel, calcular quanto de tecido necessitaria e comprar os tecidos nas cores escolhidas.

Ficava olhando para eles, eles olhavam para mim......

Algo estava me incomodando.

Percebi então o que estava me desagradando: O fundo era em tecido claro, quase branco, e com duas crianças em casa, é pedir para que um quilt destes seja lavado com freqüência o que acabaria com minha “obra de arte”.

Procurando em livros e revistas, descobri um projeto totalmente lindo. Log Cabin, uma técnica que adoro, e é facílima.

Vejam que lindo:

.

.

.

 

Adaptei os tecidos que já tinha comprado e eliminei o branco.

..

.

..

.

Agora de volta à régua e á calculadora para ver quanto de tecido seria necessário.

A colcha, depois de pronta, deverá medir 2,30 por 2,30m. Serão 64 blocos na horizontal por outros 64 blocos na vertical e colocarei um borda bem pequena, com apenas 6 cm em toda a volta da quilt.

Para isto, cada bloco será de 28 cm por 28cm, sendo que terá um bloco central maior que a listas laterais. O bloco central terá 7cm e cada faixa lateral será de 3,5cm o que facilitará cortar cada tira que será cortada com 5 cm cada uma. (3,5cm +1,5cm de margem de costura).

.

..

..

 

Para isto precisarei de:

 

- quadrado central:

7cm + 1,5cm (margem de costura) = 8,5cm

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 14 quadrados deste tamanho na largura do tecido.

Cada quadrado terá 8,5 de largura então precisarei de 5 faixas de 8,5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 43cm do tecido central – comprei 70 cm por segurança

 

- faixa 1 do tecido rosado – tom claro:

Precisarei de (já calculada a margem de costura) de 8,5 cm para a faixa menor e 12 cm para a faixa maior = 20,5cm.

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 5 blocos deste tamanho na largura do tecido.

Cada faixa terá 3,5cm de largura mais 1,5 cm de margem de costura (5 cm)  então precisarei de 13 faixas de 5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 65cm de tecido l – comprei 1 metro por segurança

 

 

- faixa 2 do tecido rosado – tom médio:

Precisarei de (já calculada a margem de costura) de 15,5 cm para a faixa menor e 19 cm para a faixa maior = 34,5cm. Para cada bloco.

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 3 blocos deste tamanho na largura do tecido.

Cada faixa terá 3,5cm de largura mais 1,5 cm de margem de costura (5 cm) então precisarei de 22 faixas de 5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 1,10 cm de tecido – comprei 1,5 metro por segurança

 

- faixa 3 do tecido rosado – tom escuro:

Precisarei de (já calculada a margem de costura) de 22,5 cm para a faixa menor e 25,5 cm para a faixa maior = 48cm. Para cada bloco.

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 2 blocos deste tamanho na largura do tecido.

Cada faixa terá 3,5cm de largura mais 1,5 cm de margem de costura (5 cm) então precisarei de 32 faixas de 5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 1,60 cm de tecido – comprei 2 metros por segurança

 

- faixa 1 do tecido azulado – tom claro:

Precisarei de (já calculada a margem de costura) de 27cm. Para cada bloco.

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 4 blocos deste tamanho na largura do tecido.

Cada faixa terá 3,5cm de largura mais 1,5 cm de margem de costura (5 cm) então precisarei de 16 faixas de 5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 80 cm de tecido – comprei 1 metro por segurança

 

- faixa 2 do tecido azulado – tom médio:

Precisarei de (já calculada a margem de costura) 41 cm para cada bloco.

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 3 blocos deste tamanho na largura do tecido.

Cada faixa terá 3,5cm de largura mais 1,5 cm de margem de costura (5 cm) então precisarei de 22 faixas de 5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 1,10 cm de tecido – comprei 1,5 metro por segurança

 

- faixa 3 do tecido azulado – tom escuro:

Precisarei de (já calculada a margem de costura) de 56cm para cada bloco.

Supondo que cada tecido tenha 1,20m de largura poderei cortar 2 blocos deste tamanho na largura do tecido.

Cada faixa terá 3,5cm de largura mais 1,5 cm de margem de costura (5 cm) então precisarei de 32 faixas de 5 cm para poder cortar 64 quadradinhos centrais.

= 1,60 cm de tecido – comprei 2 metros por segurança.

..
..
..

Molhei meus tecidos, sequei ao sol – ficou com um perfume totalmente diferente de quando seco no meu apartamento à sombra. Passei alinhando as ourelas e cortei as primeiras tiras de tecido.

Montei meu primeiro bloco e a foto ficou tortinha, mas felizmente o bloco não......

, agora só faltam 63.






Até a próxima.....
beijokinhas mil....

 

 

 

 

.

 

April 24th, 2009

Estou de volta! @ 11:44 am

Depois de tanto tempo sem postar nada, e depois de tantos outros interesses desenvolvidos durante todo este tempo, estou de volta.
Nunca mudei tanto durante um certo espaço de tempo.
 

July 17th, 2007

Patchwork - minha atual paixão @ 06:35 pm

Estou totalmente apaixonada por Patchwork. 


Desde que me interessei  por esta técnica, pesquisei, procurei professores, li tudo que podia a respeito, vasculhei todos os sites que pude na internet, ou seja, me comportei totalmente capricornianamente, como de costume....
Sempre procuro me aprofundar na teoria, para só depois partir para a prática....
No começo minhas peças e projetos estavam horrorosos, também pudera, não encontrei nenhum professor que me satisfizesse, ou não havia vaga, ou era em um horário impossível para mim.....
Até que fiz um curso no Senac no inicio de julho e aprendi onde estavam meus erros....
Vou colocar aqui algumas das coisas que aprendi, li na internet, ou pesquisei em livros e revistas.
Este espaço é muito legal, porque permite imagens, além de textos, e opiniões das pessoas. È muito mais interativo....
 


Patchwork - Histórico

Tirei este texto em um site aqui na Internet e como achei superinteressante resolvi começar este tópico com ele.
É de se imaginar que, em todas as épocas da história do homem, as pessoas menos abastadas sempre tenham aproveitado as sobras dos privilegiados. Assim, pedaços de pano que sobravam na confecção de vestes nos palácios sempre serviram para alguma coisa do outro lado da muralha do castelo. Nem sempre essa reutilização era feita pelos mais pobres. Muitas vezes eram os próprios ricos que faziam o aproveitamento. Na idade média, cavaleiros vestiam roupas feitas com pedaços emendados de pano para proteger o corpo dos arranhões das armaduras de ferro. Era uma forma econômica e objetiva de dar alguma utilidade àquele material. Não havia, no caso, qualquer preocupação estética, mas é fácil imaginar que os mais nobres e ricos, até nisso procuravam distinguir-se.
A língua inglesa tem uma palavra para tudo e hoje, a confecção de peças a partir de pedaços e sobras tem um nomezinho próprio, difundido no mundo inteiro: chama-se Patchwork. As aplicações adicionais em cima do trabalho chamam-se "quilt". Aqui no Brasil popularizou-se, no passado, a expressão "colcha de retalhos", mas as aplicações foram muito além disso. No mundo moderno os trabalhos de patchwork são feitos não somente com as sobras encontradas, mas com tecidos apropriados, fabricados e comprados exclusivamente para esse fim.

 Não é mais um aproveitamento; é uma arte, da mesma forma como um quadro, onde os pedaços de pano são escolhidos como o pintor escolhe as cores e aplicados da mesma forma como o pintor move o pincel sobre a tela, cada um com sua forma e técnica própria. Tem potencialidades e limitações, como a escolha de óleo ou aquarela também tem.
Não se trata unicamente de sair emendando pedaços de pano. A tensão constante na linha, a distância dos pontos, o acabamento, a impressão geral e o impacto causado, tudo influi no trabalho de patchwork.
Os trabalhos em patchwork normalmente primam pelas cores alegres e motivos vibrantes, mas há a liberdade para que cada artista realize como desejar. Os motivos podem ser ditados pela moda ou seguindo uma tendência ao clássico. Da mesma forma como um pintor usa as tintas, o artista que trabalha com patchwork aplica o seu material com qualquer tipo de critério. A arte é uma realização individual.

O trabalho em si:

A paciência e capricho são necessários, é como montar um quebra-cabeça. Patchwork é baseado em um padrão (bloco) que você irá repetindo até completar o seu projeto.
O segredo do Patchwork é baseado em duas regras simples:
• Planejamento e escolha cuidadosa dos tecidos antes de iniciar o trabalho.
• Cuidado e atenção na hora de cortar as partes que compõe os blocos, para que os cantos sejam bem definidos.
Cuidado especial na harmonia e combinação de cores, texturas e padrões dos tecidos. Combinando bem, realça a obra. Do contrário as cores vão parecer mortas e esconder a beleza da obra.

1 º Passo - Planejamento:
Antes de começar seu projeto, calcule quando de tecido será necessário, e acrescente 10% a mais por segurança.
Coloque os tecidos escolhidos juntos para apreciar e avaliar a composição de cores, texturas e padrões.

Na medida do possível use sempre algodão.
Um dos segredos para um perfeito trabalho com recortes onde as costuras fiquem sempre parelhas é o uso do ferro de passar roupa. O ferro em patchwork é MUITO mais importante que a máquina de costura, para você ter uma idéia.
Se estiver usando tecido sintético, o uso de ferro vai ser prejudicado. Ferro quente vai engruvinhar seu trabalho. Use linha de algodão também.
Se não for possível usar sempre algodão 100%, NUNCA use tecidos com fibras diferentes num mesmo trabalho.
Lembre-se que tecido de algodão dá uma leve encolhida depois da primeira lavada, porisso antes de usá-lo deixe de molho por algumas horas, estique no varal bem direitinho e depois passe-o alinhando ourela com ourela.
Sempre haverá perda de tecido, mas não há nada que possa ser feito.
Compre sempre um tanto de tecido a mais do que o necessário, pois é melhor sobrar do que faltar, porque pode ser que você não encontre mais o tecido para terminar seu projeto.
 

Ao ir a uma loja de tecido, faça antes uma meditação profunda, controle-se e procure não enlouquecer com a variedade de estampas.
 
 
Material necessário:
.
• tesoura use três - uma de tamanho médio pra tecidos, outra vagabundinha para papel e uma pequenina para cortar a linha.
• desmanchador de costuras -
• Basicamente para patchwork, um monte de retalhos, linha, agulha e uma boa tesoura já seriam suficientes. O resto é criatividade.

Tamanho da agulha de máquina – Use agulha tamanho 11 na hora de juntar os tecidos, pois são tecidos de algodão e finos. Assim não faz aquele buracão. Na hora de quiltar à máquina, pregar viés, acabamento final...use a 14.
Você vai fazer primeiro os moldes que usará em seu projeto em papel ou acetato – quadrados, triângulos, etc, sempre se lembrando que é interessante já fazer os moldes com o espaço da costura, assim todos os pedaços ficarão no mesmíssimo tamanho. (patch em inglês, por isso o nome patchwork, ou seja, trabalho com retalhos).
Depois desenhe os moldes nos tecidos – use sempre uma lixa d´agua sob o tecido onde será desenhado o molde, para que ele não saia do lugar de jeito nenhum. Corte (normalmente com tesoura, mas também pode ser com placa, régua e cortador) e costure. Se for usar cortador e placa de corte, moldes não serão necessários, uma vez que tanto a régua como a placa de corte servirão de guias para que seu corte fique exatamente do tamanho e formato que deseja.
.
 

December 28th, 2006

fisioterapia @ 09:38 pm

.

Duas mulheres estavam jogando golf numa manhã de sábado. Uma delas errou a tacada e atingiu um jogador próximo. Quando a bola atingiu o homem, ele, imediatamente, juntou suas mãos entre as pernas e ajoelhou-se gemendo de dor.

A mulher então correu até o local e pediu desculpas, explicando que era fisioterapeuta.

- Por favor, deixe-me ajudá-lo. Sou fisioterapeuta e sei como aliviar a dor que está sentindo! Posso fazê-lo sentir-se melhor se você deixar!

- Ummpfff... Oooooh... Não, não precisa... Já vai passar. Ficarei bem em alguns minutos! - disse o cara, quase sem poder respirar, continuando em posição fetal, com as mãos entre as pernas. Mas ela insistiu e ele finalmente permitiu que o ajudasse.

Delicadamente ela, que era lindíssima, cheirosa e tinha um corpo escultural, afastou as mãos do cara e deitou-o de lado, abrindo sua calça.

Colocou a mão por dentro e iniciou uma massagem. Após alguns minutos, ela pergunta:

- E então? Está se sentindo melhor?

Ele responde:

- Melhor? Muuuuuito melhor! Meu dedo indicador - que foi onde a bolada acertou - até parou de doer...
.

 

O Cortador de Frios @ 09:31 pm

.

O sujeito trabalhava ha anos em uma fabrica de conservas e um dia confessa para a mulher que era possuído de uma terrível compulsão: ele tinha uma vontade enorme de introduzir seu pênis em um cortador de picles, mesmo sabendo que uma tragédia poderia acontecer.

Espantada, a mulher sugere que ele procure um psicólogo, mas ele reluta, diz que vai pensar e vai enrolando até que

um dia chega em casa cabisbaixo, profundamente abatido:

- O que foi que aconteceu, querido? - pergunta-lhe a mulher se preparando para uma noticia ruim.

- Lembra-se da minha compulsão de enfiar o pinto no cortador de picles?

- Oh, não! - fez a mulher - Você não fez isso!!!

- Sim, eu fiz!

- Meu Deus, e o que aconteceu?

- Fui despedido... - responde o marido.

- Mas... e o cortador? Não te machucou?

- Não, foi super carinhoso. Mas despediram ele também!

 

Piadinha @ 09:25 pm

 Doutor, tenho um sério problema de ejaculação precoce.

- Não se preocupe, eu tenho um ótimo método para curar isto. O senhor tem alguma arma?

- Tenho um revólver.

- Então o senhor faz o seguinte: Quando estiver fazendo amor com sua esposa e sentir que vai ejacular, o senhor dá dois tiros pra cima. Assim a cabeça desanuvia um pouco e o senhor não ejacula precocemente!

- Legal, doutor! Muito obrigado.

Um mês depois o cara volta ao consultório.

- E então, a terapia deu certo? - pergunta o doutor.

- Nada. Foi um desastre!

- Como? O que aconteceu?

- Uma noite eu cheguei em casa e a minha mulher estava cheia de fogo. Nós começamos fazendo um 69. Quando eu senti que estava indo, fiz como o senhor mandou, peguei o revólver e dei dois tiros pra cima.

- E aí?

- Aí, minha mulher me mordeu meu bilau, com o susto me peidou na cara e ainda saiu de dentro do armário um cara gritando: "Não me mate! Não me mate!"

 

 

December 17th, 2006

Oração de Natal @ 10:57 am

ORAÇÃO DE NATAL 2006

  

Pelo projeto político do deputado Clodovil

Pelo "espetáculo do crescimento" que até hoje ninguém viu

Pelas explicações sucintas do ministro Gilberto Gil

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo jeitinho brejeiro da nossa juíza

Pelo perigo constante quando Lula improvisa

Pelas toneladas de botox da Dona Marisa

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo Marcos Valério e o Banco Rural

Pela casa de praia do Sérgio Cabral

Pelo dia em que Lula usará o plural

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo nosso Delúbio e Valdomiro Diniz

Pelo "nunca antes nesse país"

Pelo povo brasileiro que acabou pedindo bis

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela Cicarelli na praia namorando sem vergonha

Pela Dilma Rousseff sempre tão risonha

Pelo Gabeira que jurou que não fuma mais maconha

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela importante missão do astronauta brasileiro

Pelos tempos que Lorenzetti era só marca de chuveiro

Pelo Freud que "não explica" a origem do dinheiro

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo casal Garotinho e sua cria

Pelos pijamas de seda do "nosso guia"

Pela desculpa de que "o presidente não sabia"

Senhor, tende piedade de nós

 

Pela jogada milionária do Lulinha com a Telemar

Pelo espírito pacato e conciliador do Itamar

Pelo dia em que finalmente Dona Marisa vai falar

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela "queima do arquivo" Celso Daniel

Pela compra do dossiê no quarto de hotel

Pelos "hermanos compañeros" Evo, Chaves e Fidel

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelas opiniões do prefeito César Maia

Pela turma de Ribeirão que caía na gandaia

Pela primeira dama catando conchinha na praia

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo escândalo na compra de ambulâncias da Planam

Pelos aplausos "roubados" do Kofi Annan

Pelo lindo amor do "sapo barbudo" por sua "rã"

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela Heloisa Helena nua em pêlo

Pela Jandira Feghali e seu cabelo

Pelo charme irresistível do Aldo Rebelo

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela greve de fome que engordou o Garotinho

Pela Denise Frossard de colar e terninho

Pelas aulas de subtração do professor Luizinho

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela volta triunfal do "caçador de marajás"

Pelo Duda Mendonça e os paraísos fiscais

Pelo Galvão Bueno que ninguém agüenta mais

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela eterna farra dos nossos banqueiros

Pela quebra do sigilo do pobre caseiro

Pelo Jader Barbalho que virou "conselheiro"

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela máfia dos "vampiros" e "sanguessugas"

Pelas malas de dinheiro do Suassuna

Pelo Lula na praia com sua sunga

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelos "meninos aloprados" envolvidos na lambança

Pelo plenário do Congresso que virou pista de dança

Pelo compadre Okamotto que empresta sem cobrança

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela família Maluf e suas contas secretas

Pelo dólar na cueca e pela máfia da Loteca

Pela mãe do presidente que nasceu analfabeta

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela invejável cultura da Adriana Galisteu

Pelo "picolé de xuxu" que esquentou e derreteu

Pela infinita bondade do comandante Zé Dirceu

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela eterna desculpa da "herança maldita"

Pelo "chefe" abusar da birita

Pelo novo penteado da companheira Benedita

Senhor, tende piedade de nós

  

Pela refinaria brasileira que hoje é boliviana

Pelo "compañero" Evo Morales que nos deu uma banana

Pela mulher do presidente que virou italiana

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo MST e pela volta da Sudene

Pelo filho do prefeito e pelo neto do ACM

Pelo político brasileiro que coloca a mão na "m"

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo Ali Babá e sua quadrilha

Pelo Gushiken e sua cartilha

Pelo Zé Sarney e sua filha

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelas balas perdidas na Linha Amarela

Pela conta bancária do bispo Crivella

Pela cafetina de Brasília e sua clientela

Senhor, tende piedade de nós

  

Pelo crescimento do PIB igual do Haití

Pelo Doutor Enéas e pela senhorita Suely

Pela décima plástica da Marta Suplicy

Senhor, tende piedade de nós

  

Por fim  Para que possamos festejar juntos os próximos natais

  

Senhor, dái-nos a paz

  

Dezembro 2006  - (Hugo Hamann)

 

 

December 13th, 2006

Coisas que só mãe entende... @ 01:33 pm

- Mamãe, mamãe... o papai está correndo desesperadamente pela estrada.
- Fica quieto e acelera mais um pouco!


- Mamãe, mamãe... o leiteiro chegou. Tem dinheiro para pagar ou eu tenho que ir brincar lá fora?


- Mamãe, mamãe... porque estamos empurrando o carro até o precipício?
- Fique quieto senão vai acordar seu pai...


- Mamãe, mamãe... o que é um orgasmo?
- Não sei querido, pergunte pro seu pai.


- Mamãe, mamãe... a privada dá voltas?
- Não, filhinho.
- Xi! Então caguei na máquina de lavar roupas.


- Mamãe, mamãe... na escola me chamaram de mafioso.
- Amanhã mesmo vou resolver isso...
- Bem... mas faça tudo parecer um acidente, mamãe...


- Mamãe, mamãe... na escola me chamaram de mentiroso.
- Cale-se que você nem vai a escola ainda, menino....

- Mamãe, mamãe... eu não quero conhecer meu avô...
- Cale-se e continue cavando.


- Mamãe, mamãe... uma menina de 8 anos pode engravidar?
- Ai... claro que não....
- Yupi...Yupiii...


- Mamãe, mamãe... deixei as drogas...
- Graças à Deus!
- Sim... mas não me lembro aonde.


- Mamãe, mamãe... me leva no circo?
- Não, filho... Se querem te ver, eles que venham aqui em casa..


- Mamãe, mamãe... no colégio um menino me chamou de mariquinha...
- E porque você não bate nele?
- Ai, é que ele é tão lindo...


- Mamãe, mamãe... eu já tenho 13 anos, me compra um sutiã?
- Não.
- Vamos Mamãe... compra um sutiã pra mim...
- Eu já te disse NÃO !!!
- Mas mamãe, eu já tenho 13 anos...
- Não me amole "Joãozinho"...


- Mamãe, mamãe... por que a noiva esta vestida de branco?
- Porque é o momento mais feliz de sua vida.
- Ah!... e por que o noivo está vestido de preto?


- Mamãe, mamãe... é verdade que descendemos dos macacos?
- Não sei, filho.. seu pai nunca quis me apresentar a família dele...


- Mamãe, mamãe... na escola me chamaram de dentuço...
- Não lhes dê bola, filho... e feche a boca que está riscando o chão.


- Mamãe, mamãe...
se Deus nos dá o que comer...
a cegonha traz os bebês...
o coelhinho da Páscoa os doces...
e Papai Noel os presentes no Natal....
posso saber para que serve o papai?


- Mamãe, mamãe... o papai está cambaleando...
- Então atire nele novamente, imbecil
 

December 8th, 2006

(no subject) @ 02:28 pm

A bichinha vai ao psicólogo dizendo que quer mudar de vida.
- O que o levou a escolher esse tipo de vida? - pergunta-lhe o psicólogo.
- Não fui eu quem escolheu! Fui forçado a isso! Quando eu tinha uns doze ou treze anos, estava brincando no jardim lá de casa, quando o meu primo veio por trás, me agarrou e abusou de mim ali mesmo! Foi um horror!
- Mas você não poderia ter escapado? Não tentou correr?
- Tentar eu tentei, mas de salto alto e saia justa, cadê velocidade?!
.

 

Problemas do cotidiano... @ 02:20 pm


.
O diretor de uma grande empresa teve que ligar para a casa de um funcionário devido a um problema urgente com um dos computadores centrais. Ele foi atendido por um sussurro de criança:
- Alô?
Contrariado pela inconveniência de ter que falar com uma criança, o diretor perguntou:
- Seu pai está?
- Sim. - cochichou a vozinha.
- Posso falar com ele? - o homem perguntou.
Para sua surpresa, a vozinha respondeu:
- Não.
Desejando falar com algum adulto, o chefe perguntou:
- A mamãe está aí?
- Sim... - veio a resposta.
- Posso falar com ela?
Novamente a vozinha cochichou:
- Não.
- Tem mais alguém aí? - perguntou à criança.
- Sim... sussurrou a criança. - Um polícia.
Imaginando o que um tira poderia estar fazendo na casa do seu empregado, o chefe perguntou:
- Posso falar com o policial?
- Não, ele tá ocupado. cochichou a criança.
- Ocupado fazendo o quê? - perguntou o chefe.
- Falando com papai, mamãe e o bombeiro... - foi a resposta cochichada.
Começando a ficar preocupado e até mesmo alarmado, à medida que ele ouvia o que soava no telefone como um helicóptero, o chefe perguntou:
- Que barulho é esse?
- É o ele-copo! - respondeu o cochicho.
- O que é que está havendo aí? perguntou o chefe, agora de fato alarmado.
Com um sussurro de espanto, a criança respondeu:
- A equipe de busca acabou de descer do ele-copo.
Agora apavorado, o chefe perguntou:
- Por que eles estão aí?
Ainda sussurrando, a voz infantil replicou com um risinho abafado:
- Eles tão me poculando!
.
 

November 30th, 2006

November 26th, 2006

Além do Horizonte... @ 06:08 pm

.
Num arquipélago maravilhoso e deserto, no meio do nada, naufragaram as seguintes pessoas:
- dois italianos e uma italiana;
- dois franceses e uma francesa;
- dois alemães e uma alemã;
- dois gregos e uma grega;
- dois ingleses e uma inglesa
- dois búlgaros e uma búlgara;
- dois japoneses e uma japonesa;
- dois chineses e uma chinesa;
- dois americanos e uma americana
- dois irlandeses e uma irlandesa;
- dois políticos brasileiros e uma brasileira;

Passado um mês, nestas ilhas absolutamente maravilhosas, no meio do nada, passava-se o seguinte:
- Um italiano matou o outro italiano por causa da italiana;
- Os dois franceses e a francesa vivem felizes juntos num menage-a-trois;
- Os dois alemães marcaram um horário rigoroso de visitas alternadas à alemã;
- Os dois gregos dormem um com o outro e a grega limpa e cozinha para eles;
- Os dois ingleses aguardam que alguém os apresente à inglesa;
- Os dois búlgaros olharam longamente para o oceano, depois olharam longamente para a búlgara e começaram a nadar;
- Os dois japoneses enviaram um fax para Tóquio e aguardam instruções;
- Os dois chineses abriram uma farmácia/bar/restaurante/lavandaria,e engravidaram a chinesa para lhes fornecer empregados para a loja.
- Os dois americanos estão a equacionar as vantagens do suicídio porque a americana só se queixa do seu corpo, da verdadeira natureza do feminismo,de como ela é capaz de fazer tudo o que eles fazem, da necessidade de realização, da divisão de tarefas domésticas, das palmeiras e da areia que a fazem parecer gorda, de como o seu último namorado respeitava a opinião dela e a tratava melhor do que eles, como a sua relação com a mãe tinha melhorado e de que, pelo menos, os impostos baixaram e também não chove...
- Os dois irlandeses dividiram a ilha em Norte e Sul e abriram uma destilaria. Eles não se lembram se sexo está no programa por ficar tudo um bocado embaciado depois de alguns litros de whisky de coco. Mas estão satisfeitos porque, pelo menos, os ingleses não se estão a divertir...
- Quanto aos dois políticos brasileiros, mais a brasileira que também se encontravam na ilha, até agora não se passou nada porque os dois políticos resolveram constituir uma comissão encarregada de decidir qual dos dois homens seria autorizado a requerer por escrito o estabelecimento de contatos íntimos com a mulher.
Acontece que a comissão já vai na 17ª reunião e até agora ainda nada se decidiu, até porque falta ainda aprovar as atas das 5 últimas reuniões, sem o que o processo não poderá andar para a frente. V
ale ainda a pena referir que, de todas as reuniões, 3 foram dedicadas a eleger o presidente da comissão e respectivo assessor, 4 ficaram sem efeito dado ter-se chegado a conclusão que tinham sido violados alguns princípios de procedimento administrativo, 8 foram dedicadas a discutir e elaborar o regulamento de funcionamento da comissão e 2 foram dedicadas a aprovar esse mesmo regulamento. É ainda notável que muitas das reuniões não puderam ser realizadas ou concluídas, já que duas não continuaram por falta de quórum, numa ficou na metade em sinal de protesto e 5 coincidiram com algum feriado.
 

November 19th, 2006

Como satisfazer uma mulher @ 06:30 pm

COMO SATISFAZER UMA MULHER!!

01. Acaricie
02. massageie
03. cante
04. suporte
05. alimente
06. dê banho
07. ria
08. sorria
09. estimule
10. console
11. abrace
12. excite
13. pacifique
14. proteja
15. seduza
16. ligue
17. corresponda
18. antecipe
19. perdoe
20. sacrifique-se
21. assessore
22. mostre-se igual
23. fascine
24. respeite
25. encante
26. eleve
27. defenda-a
28. faça planos
29. enfatize
30. faça serenata
31. agrade
32. mime
33. nine-a
34. se banhe
35. se perfume
36. se barbeie para ela
37. elogie
38. faça uma surpresa
39. acredite
40. santifique-se
41. ajude
42. reconheça
43. seja gentil e educado
44. atualize-se
45. aceite
46. presenteie
47. peça
48. escute
49. entenda
50. leve a qualquer lugar bonito
51. acalme
52. mate por ela
53. morra por ela
54. sonhe com ela
55. prometa
56. se entregue
57. se com prometa
58. alivie
59. sirva
60. salve
61. prove
62. agradeça
63. dance
64. olhe nos olhos
65. escove
66. seque
67. dobre
68. lave
69. passe
70. guarde
71. cozinhe
72. idolatre
73. ajoelhe-se e
74. Diga que a ama todos os dias!!!
75. volte ao começo e faça tudo de novo + 100 vezes.

COMO SATISFAZER UM HOMEM
01. Traga uma cerveja.
02. Venha pelada.

E ainda dizem que os homens são complicados.
 

A tatuagem @ 06:11 pm

Uma senhora muito bonita procura um tatuador e pede-lhe:
-Faça na minha nádega esquerda um lindo coelhinho de Páscoa.
O tatuador trabalhou e fez um perfeito coelhinho, que ela adorou.
-Agora faça um Pai Natal com o seu saco de presentes na minha nádega direita!!
O tatuador trabalhou e fez um lindo trabalho, que ela aprovou totalmente. Ela perguntou quanto era, pagou e, quando ia sair, o tatuador perguntou:
-Minha senhora, o seu pedido para mim foi inédito e isso deixou-me muito curioso. Por favor diga-me: porquê um coelho de Páscoa numa nádega e um Pai Natal na outra?? Ela respondeu:
-É para eu calar a boca do meu marido, que diz sempre que lá em casa não tem nada de bom para comer entre a Páscoa e o Natal
.
 

November 15th, 2006

Diario de um cinquentão na academia @ 10:12 am

DIÁRIO DE UM CINQÜENTÃO NA ACADEMIA



Acabei de completar 50 anos.
Minha mulher me presenteou com uma semana de treinamento físico em uma boa academia.
Estou em excelente forma, mas achei boa idéia diminuir minha "barriguinha".
Fiz reserva com a "personal trainner" Nádia, instrutora de Aeróbica e modelo de 26 anos.
Foi me recomendado levar um diário para documentar meu progresso, que vai transcrito a seguir:

 

Segunda:
Com muita dificuldade levantei-me às 6 da manhã. O esforço valeu a pena. Nádia parecia uma deusa grega: ruiva, olhos azuis, grande sorriso,lábios carnudos e corpo escultural.
Inicialmente, Nádia me fez um tour, mostrando os aparelhos. Comecei pela bicicleta. Ela me tomou o pulso, depois de 5 minutos, e se alarmou, pois estava muito acelerado.
Não era a bicicleta mas ela, vestida com uma malha de lycra coladinha.
Desfrutei do exercício.Ela me motiva muito, apesar da dor na barriga, de tanto encolhê-la, toda vez que ela passava perto de mim.

 

Terça :
 Tomei café e fui para a academia. Nádia estava mais linda que nunca. Comecei a levantar uma barra de metal. Depois se atreveu a por pesos!!!
Minhas pernas estavam debilitadas, mas consegui completar UM QUILÔMETRO.
O sorriso arrebatador que Nádia deu me convenceu de que todo exercício valeu a pena... era uma nova vida para mim.

 

Quarta:
A única forma como consegui escovar os dentes, foi colocando a escova sobre a pia e movendo a cabeça para os lados. Dirigir também não foi fácil: estender os braços para mudar as marchas era um esforço digno de Hércules, doía o peito, e minhas panturrilhas ardiam toda vez que pisava na embreagem. Fisicamente impossibilitado , estacionei meu carro na vaga para deficientes físicos, até pq saí mancando...

Nádia estava com a voz um pouco aguda a essas horas da manhã e quando gritava me incomodava muito.
Meu corpo doeu inteiro quando ela me colocou uma cinta para fazer escalada.
Para que merda alguém inventa um treco para se escalar quando isso já está obsoleto com os elevadores?
Nádia me disse que isso me ajudaria a ficar em forma e desfrutar a vida...ou alguma dessas merdas de promessas.

 

Quinta:
Nádia estava me esperando com seus odiosos dentes de vampiro escroto. Cheguei meia hora atrasado: foi o tempo que demorei para colocar os sapatos. A desgraçada da Nádia me colocou para trabalhar com os pesos. Quando se distraiu, saí correndo e me escondi no banheiro. Mandou um outro treinador me buscar e, como castigo, me pôs a trabalhar na máquina de remar..me fodi, lindamente.

 

Sexta :
Odeio a desgraçada da Nádia. Estúpida, magra, anêmica, chata e feminista sem cérebro! Se houvesse uma parte do meu corpo que podia se mover sem uma dor angustiante, eu partiria no meio a vaca que pariu essa desgraçada xexelenta. Nádia quis que eu trabalhasse meus tríceps...EU NEM SEI O QUE É ESSA PORRA DESSE TRÍCEPS, CARALHO!!! E se não bastasse me colocar o peso para que o rompesse, me colocou aquelas merdas das barras... A bicicleta me fez desmaiar e acordei na cama de uma nutricionista, uma idiota com cara de mau comida que me deu uma catequese de alimentação saudável, claro

 

Sábado:
A lazarenta da Nádia me deixou uma mensagem no celular com sua vozinha de lésbica assumida, perguntando-me por que eu não fui. Só com a vozinha me deu gana de quebrar o celular, porém não tinha certeza sentiria força suficiente para levantá-lo, inclusive para apertar os botões do controle remoto da tevê estava difícil...

 

Domingo :
Pedi ao vizinho para ir à missa agradecer a Deus por mim por essa semana que terminou. Também rezei para que o ano que vem a desgraçada e infeliz da minha mulher me presenteie com algo um pouco mais divertido, como um tratamento dentário de canal, um cateterismo ou até mesmo um exame de próstata.

 

Piadinha @ 09:36 am

O Diretor Geral de um banco, estava preocupado com um jovem e brilhante Diretor que, depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem  parar nem para almoçar, começou a ausentar-se todos os dias ao meio-dia.

Então, o Diretor Geral do banco chamou um detetive e disse-lhe:

- Siga o diretor Lopes durante uma semana, no horário de almoço.

O detetive, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:

O diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o seu carro, vai à sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Diretor Geral:

- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.

Logo em seguida o detetive pergunta:

- Desculpe-me. Posso tratá-lo por tu?

- Sim, claro - respondeu o Diretor, um tanto surpreso!

- Bom, então vou repetir: o diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o teu carro, vai à tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.

 

November 14th, 2006

Notas Jornalisticas @ 04:36 pm

Este Documento foi tornado público hoje, logo às 8 h.


Comunicado do Gabinete do Senhor Presidente da Republica:

"O Governo faz saber que, como medida de contenção de despesas e tendo em consideração a atual situação das contas públicas, a luz ao fundo do túnel será desligada, até nova ordem."
 

Art Dreamer